FILOSOFIA DA CIÊNCIA

Filosofia da ciência é uma das últimas áreas a surgir na filosofia. Portanto, quando dizemos ciência, falamos aqui da chamada ciência moderna, que começou a ser desenvolvida após a Revolução Científica, difundida na época de Nicolau Copérnico e Isaac Newton.

A filosofia da ciência trata basicamente da relação entre a filosofia e a ciência, mais especificamente sobre a questão dos métodos científicos, ou seja, acerca de quais critérios devemos usar para uma possível validade de uma teoria científica, exemplo: qual seria o modo mais rápido e eficiente de se combater o Coronavírus?

As principais questões trabalhadas na filosofia da ciência são: o que podemos entender por teoria científica? Como podemos entender algo como científico? Qual é o objetivo da ciência? Ou, qual é a função da ciência frente a atual pandemia, por exemplo? Qual é o papel da ciência para com a política e a sociedade? Por que as teorias científicas são confiáveis?

Entre suas características mais marcantes, podemos definir que a filosofia da ciência é um modo de tentar definir quais critérios devemos nos utilizar para tentar compreender a realidade física que nos cerca, portanto, a ciência aqui definida é aquela que trata das coisas no mundo material, sendo, então, aplicada aos fenômenos naturais, sejam esses fenômenos astronômicos ou fenômenos microscópicos.

Método científico é uma espécie de caminho que o cientista realiza para comprovar ou refutar determinada hipótese científica. Vamos apresentar aqui tais etapas, utilizando o caso do Coronavírus como exemplo:

A primeira etapa é a observação, na qual são observados os fenômenos naturais que se apresentam aos cientistas. É basicamente uma etapa para obter dados das observações realizadas. Exemplo: no final do ano de 2019, observou-se que muitas pessoas na região de Wuhan, na China, chegaram aos hospitais com sintomas de pneumonia, mas sem saber de onde essa pneumonia havia surgido. Observou-se depois que o que havia de ligação entre essas pessoas era o fato delas terem visitado o mesmo mercado de frutos do mar, um grande mercado que não vende só frutos do mar, mas também uma grande variedade de animais, por exemplo, faisão, sapo, crocodilo, entre outros.

A segunda etapa é a da elaboração do problema. Aqui a filosofia apresenta uma importante função, pois, se uma das funções da filosofia é apresentar dúvidas acerca de tudo, para tentar compreender melhor o mundo, o cientista deve desenvolver a sua capacidade questionadora ao elaborar perguntas racionais a respeito do fenômeno observado, por exemplo: quais são os sintomas que essas pessoas infectadas apresentam? O que está causando tais sintomas? Vírus? Esses sintomas são contagiosos? Se sim, de que modo é transmitido esse contágio? Como evitar tal contágio?

Ao elaborar tais perguntas, parte-se então para a terceira etapa, a saber, a da formulação das hipóteses, na qual são elaboradas possíveis respostas com base em conhecimentos prévios de fenômenos semelhantes. Pode-se elaborar as seguintes hipóteses: o vírus pode ter sido passado de animais infectados para seres humanos; as pessoas não possuem imunidade quanto a esse novo vírus, afinal, trata-se de um vírus novo; é possível que esse vírus seja altamente contagioso; se for muito contagioso, tal vírus pode ser transmitido pelo ar, pelo contato com pessoas contaminadas ou por objetos tocado por pessoas contaminadas.

Já na quarta etapa é realizada a experimentação, realizando experiências e pesquisas para tentar comprovar ou não as hipóteses elaboradas na etapa anterior. Ao se realizar a experimentação, percebe-se então que se trata aqui de um novo Coronavírus, nunca antes observado em seres humanos, pois, apesar de já terem existido outros tipos de coronavírus, esse novo vírus possui características diferentes dos antigos Coronavírus.

Na análise dos resultados, esta que é a quinta etapa, o cientista analisa os resultados que surgiram dos experimentos e verifica se eles dão conta de responder os problemas levantados. Caso ele não consiga responder tais problemas, deve-se voltar à segunda etapa, porém, se os resultados forem satisfatórios, o cientista avança para a próxima etapa. No caso do Coronavírus, percebe-se que o Coronavírus é transmitido através de secreções de pessoas contaminadas. Além disso, percebe-se que o coronavírus é altamente contagioso, se espalhando rapidamente na sociedade, podendo causar assim uma pandemia caso não seja controlado rapidamente.

Na sexta etapa, chamada de conclusão, o cientista desenvolve afirmações a respeito dos fenômenos observados. Nessa etapa, podemos concluir que, se o coronavírus é transmitido através das secreções dos contaminados, e se a “porta de entrada” desse vírus se dá através dos olhos, boca e nariz, devem-se fazer os seguintes procedimentos para impedir o contágio do coronavírus: lave bem as mãos com sabonete ou sabão; use álcool em gel sempre que tocar em algo que outras pessoas também utilizam; usar máscaras para impedir que o vírus se espalhe; manter distância segura das outras pessoas; evitar aglomerações; entre outros. Por conta de todos esses procedimentos, o mais correto é então realizar o isolamento social, evitando assim ao máximo o risco da permanência dessa pandemia.

Então na conclusão, também é possível começar a desenvolver uma tecnologia a ser utilizada em tal fenômeno, por exemplo, a elaboração da vacina contra o coronavírus, o que se faz necessário voltar então à segunda etapa do método científico, reiniciando o ciclo, agora com as análises coletadas anteriormente.

Autor: João Paulo Rodrigues

Referências:

https://www.infoescola.com/filosofia/filosofia-da-ciencia/

https://brasilescola.uol.com.br/quimica/metodo-cientifico.htm

Canal do Atila Iamarino – vários vídeos sobre o Corona Vírus, de alguém que entende muito sobre o assunto: https://www.youtube.com/channel/UCSTlOTcyUmzvhQi6F8lFi5w

Canal do Pirulla: A real sobre o Corona e recomendações: https://www.youtube.com/watch?v=Yve6ffBoRG0

Canal Nostalgia – CORONAVÍRUS – TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER: https://www.youtube.com/watch?v=0N7SBfTsI3s

Nerdologia – O que é o Coronavírus? – https://www.youtube.com/watch?v=e-JaQOeFxtI

http://scienceblogs.com.br/rainha/2020/02/coronavirus-no-brasil-o-que-fazer/

Deixe uma resposta