KANT – IMPERATIVO CATEGÓRICO – MÁXIMA

Uma parte do imperativo categórico do filósofo Kant diz: “Aja como se a máxima de tua ação devesse tornar-se, através da tua vontade, uma lei universal”. Ou seja, a sua ação deve ser realizada de modo que se torne exemplo para as outras pessoas seguirem. Lembrando que tal ação deve partir da sua vontade moral, que, para Kant, é racional. Sendo assim, nossas ações devem ser racionais e sempre visar o bem comum, pois você deve realizar essa ação por dever, de modo universal, já que, se eu mentir para os outros, o que eu espero é que eles também mintam para mim, por isso, a minha ação deve ser sempre falar a verdade.

Mas e se eu precisar mentir por um bem maior, tipo, pra salvar a vida de um amigo?

Autor: João Paulo Rodrigues

Referências:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Imperativo_categ%C3%B3rico

http://www.urutagua.uem.br/007/07figueiredo.htm#:~:text=Para%20Kant%2C%20um%20indiv%C3%ADduo%20n%C3%A3o,%C3%A9%2C%20violando%20o%20conceito%20de

Deixe uma resposta